Paisagens e materialidades

Aproveitando que falei de um dos meus interesses de pesquisa no último texto, voltei dessa vez pra compartilhar um outro tema que me interessa bastante: experiências que acontecem na fronteira entre arte e arquitetura. Trago então dois projetos do escritório carioca Grua Arquitetura: cota 10 (2015) e a praia e o tempo (2018). Duas experiências …

Um encontro entre feminismo, surrealismo e ironia

Sempre me interessei por práticas artísticas que articulam o poético, o humor e a provocação. Pesquisando cada vez mais sobre artistas mulheres fui reconhecendo o uso da ironia como estratégia de questionamento da identidade feminina, das questões de gênero e das políticas sexuais. Aproveitando essa pesquisa, ao invés de focar na análise de apenas uma obra, …

Arquitetura, espaço e poder

O que dizem da gente os espaços que habitamos? De que maneira esses espaços refletem nossos modos de vida? Para além do exercício técnico, a arquitetura tem um papel fundamental na construção dos nossos hábitos e na forma como ocupamos e compartilhamos espaços e ela também pode ser uma ferramenta para entendermos nossa sociedade. Em …

Os únicos conselhos sobre escrever que você realmente precisa

Escrever e editar são dois processos separados e diferentes; Escrever e editar são dois processos distintos; Escreva antes, edite depois; Sublinhe apenas se isso funciona pra você; Escreva todos os dias; Escreva aquilo que você gostaria de ler, não aquilo o que os outros gostariam; Elabore um ritual; Mantenha esse ritual; Quando você não está …

Amor para um cotidiano revolucionário

Partindo de um recorte autobiográfico vinculado à vida diária, a artista malauiana Billie Zangewa se conecta à temáticas universais. Através do que chama de “feminismo diário”, entrelaça narrativas em retratos afetuosos de cenas ordinárias tidas como desinteressantes ao mesmo tempo em que visibiliza lutas diárias. Incluir a si mesma (uma mulher africana), assim como partir do …

Quem está invisível na manutenção dos nossos cotidianos?

Conheci o trabalho de Daniela Ortiz em um curso de fotografia latino-americana e venho desde então acompanhando seu olhar sempre muito lúcido e crítico sobre questões vinculadas à classes sociais, gênero e imigração. 97 empleadas domésticas (2010) é um dos trabalhos sobre os quais eu sempre quis falar, tão conectado à realidade brasileira ainda que …

Belkis Ayón Manso

Ainda pouco conhecida no Brasil, Belkis Ayón Manso foi uma artista cubana especializada em gravura, professora e curadora. Apesar de ter vivido muito pouco, recebeu prêmios importantes e participou de exposições individuais e coletivas como a IV Bienal de Havana em 1991. Fundamental na renovação da gravura nos anos de 1990 em Cuba, uma disciplina …

Entre assentar e refazer-se

Assentamento é um dos trabalhos mais recentes da artista visual, pesquisadora e educadora paulistana Rosana Paulino (primeira mulher negra doutora em artes visuais). Sua obra se orienta, especialmente, ao entendimento do lugar social e simbólico da mulher negra na sociedade brasileira.