.

Statement

O início da minha pesquisa é diretamente conectada sobre como eu estou construindo significações no mundo externo e interno. No entanto, começar falando sobre mim não quer dizer que o trabalho seja feito para mim, o desejo é que ele troque afeto com as outras pessoas. Me expor é esperar e acreditar que os outros irão se identificar, confortando eu e a pessoa sobre o fato de que as questões da vida não nos atingem de modo solitário.

Estas reflexões podem partir de estudos teóricos que me atravessam e abrem uma nova possibilidade de visão sobre diferentes coisas, ou, de sentimentos que estejam me atingindo diretamente, ainda assim, até neste caso, existe uma teoria que me possibilita uma melhor compreensão de mim. Neste momento, as minhas pesquisas do campo teórico se fundem em questões do existencialismo, as diversas identidades que possuímos, a pós-modernidade ou modernidade líquida e o antropoceno.

O trabalho de maneira física se dá, geralmente, numa junção de fotografias – minhas, de familiares ou de desconhecidos -, no qual construo uma colagem que me possibilita materializar este novo universo que estou projetando. Entretanto, a colagem não é o produto final, é a partir dela que o desenho ou a pintura nascem.

A minha pesquisa é uma construção de mim, uma colagem das várias identidades que coexistem na minha pessoa com um encontro de quem eu quero ser. O meu trabalho é a minha autoficção.

Bio

Formada como bacharel em Artes Visuais pela Universidade Estadual Paulista (UNESP – Bauru) em 2018, atualmente moro e trabalho na cidade de Araçatuba, São Paulo, onde participa de modo online da pós-graduação em História da Arte, Claretiano, e do Programa de Formação de Crítica e Prática em Artes Visuais, International Lab for Art Practices (ILAP), da Uncool Artist. A minha pesquisa é influenciada pelos assuntos que cruzam o meu cotidiano e constituem a pessoa em formação que sou. Questões sobre existencialismo, as diversas identidades que possuímos, a pós-modernidade ou modernidade líquida e o antropoceno são, hoje, as minhas principais investigações teóricas. Partindo de fotografias, da observação ou das próprias memórias, desenvolvo colagens que materializam o universo que estou projetando, é a partir desta construção que produzo desenhos e pinturas, relacionando pesquisas teóricas com a minha autoficção.

OBRAS

Lugares Familiares